Home     Sobre o Portal     Seções     Equipe     Links Úteis     Cadastre-se     Fale Conosco     Galeria de Fotos      Vídeos
Presidente Prudente,
CidadesPolíticaEducaçãoEsporteGastronomiaEntretenimentoBrasil & MundoPopularVídeos
 
 
Teste 001 - 30/08/2012 (12:12) - Atualizado em 30/08/2012 16:45
Freixo diz que Paes tem apoio de milícias no Rio
Por: LUCAS VETTORAZZO

O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio, Marcelo Freixo, disse nesta quinta-feira que o atual prefeito e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB), tem em sua base de apoio integrantes de milícias.

www.globo.com

Segundo ele, parlamentares que compõe a base governista na Câmara Municipal tem ligação com os grupos. Para o candidato do PSOL, a milícia, diferentemente do tráfico de drogas, é o única organização criminosa que reverte o domínio de territórios em ganhos políticos.

"Tem foto publicada em vários lugares do atual prefeiro com vários donos de cooperativas de vans, muitos deles indiciados, presos ou mortos. Há vários vereadores da base política do governo integrantes da milícia. É só você ver por quais partidos essas pessoas se elegem", disse Freixo durante sabatina Folha/UOL.

Segundo ele, o transporte alternativo, regulado pelo governo municipal, é basicamente dominado por cooperativas ligadas às milícias. Sua proposta é acabar com as licitações de linhas de vans para cooperativas e passar a fazer individualmente.

"É uma ilusão achar que a segurança é uma questão exclusivamente estadual. O braço econômico fundamental da milícia é o transporte alternativo. Não vamos permitir que as áreas controladas pelas milícias tenham licitações para cooperativas", afirmou.

Com menos de um minuto no programa eleitoral na TV, o candidato do PSOL minimizou a falta de apoio que seu partido tem.

Questionado durante a sabatina se o seu governo não seria frágil diante de uma possível maioria oposicionista na Câmara Municipal, Freixo disse que sua proposta é reunir uma participação maior da sociedade civil organizada.

Segundo Freixo, a Câmara Municipal do Rio é um local obscuro e distante da população. "Do jeito que está hoje basta financiar centro social e empregar parente de vereador para ter maioria. Não é essa maioria que eu quero. O que eu quero é uma sociedade civil organizada. As pessoas não sabem quem são os seus políticos", afirmou.

Questionado se seu projeto de campanha, sem grandes aliados, não seria um tanto romântico, Freixo foi enfático e disse que seu projeto é de criar um novo modelo de política na cidade do Rio de Janeiro.

"Primeiro, não tenho nada contra o romantismo. Estamos propondo uma política de fato. A juventude entendeu esse recado. Hoje o orçamento de Nova York, por exemplo, só é aprovado pela Câmara depois de passar pelo comitê de moradores. E olha que eu não estou nem falando de Cuba, para não deixar ninguém assustado", disse.

Freixo disse que atualmente no Rio a população não é convocada para dar sua opinião nos projetos da cidade.

 
Listar todas de "Popular"
 
mais lidas
Exposição - 24/07/2012
O Brasil é um papelão!
Compartilhe - 24/07/2012
O que você gostaria de compartilhar conosco?
Envie o seu conteúdo! - 24/07/2012
Fique atento à sua volta e mande uma informação
últimas notícias
 
 
PORTAL NO PONTAL
O Portal de Notícias do Pontal do Paranapanema
contato@nopontal.com.br
• Cidades • Política
• Educação • Esporte
• Gastronomia • Entretenimento
• Brasil & Mundo • Popular
• Vídeos
nos acompanhe
criado e desenvolvido por
Fabricio Modafaris
NO PONTAL • O Portal de Notícias do Pontal do Paranapanema © 2018 - Copyright | Melhor visualizado em 1024px / 768px